Você já assistiu Geração Prozac?

Tem alguns textos meus, no meu antigo blog, que são tão atemporais e significam tanto pra mim que resolvi fazer um #tbt (mesmo sem ser quinta-feira). Na verdade, são assuntos ainda pertinentes e atuais. Como por exemplo o filme “Prozac Nation” que assisti 13 de março de 2014 (se o contador do antigo blog estiver ok) e me apaixonei pelo grande elenco, a temática forte e a reflexão sobre a sociedade. Possivelmente essa minha visão se amplificou, afinal precisei tomar remédios devido a uma crise de ansiedade fervorosa, e claro que não passei por um terço do que o filme retrata, mas é sempre bom refletir. Então vou respostar trailer, texto e tudo mais, porque vale a pena!

Repost:

O filme “Prozac Nation” ou “Geração Prozac” conta a história real de uma estudante de jornalismo que convive com diversos problemas na infância e adquiri alguns problemas psicológicos através disso. A depressão de Lizzie, protagonista do drama, chega a atrapalhar efetivamente sua interação com amigos e relacionamentos amorosos, gerando o afastamento de várias pessoas. Dentro desse contexto os pais divorciados de Lizzie se alteram como personagens assim como sua filha alterna de humor estando próximo de cada um.

“Geração Prozac” é psicologicamente questionador e intenso. Ao terminar de assistir o longa fiquei  com um peso ou carga dramática que não era minha, talvez pela realidade transmitida e pela bela atuação do elenco. A história do “Prozac Nation” pode ser usada também como uma crítica a quantidade de anti depressivo usado pelas pessoas que vem sendo vítimas da era moderna. Vale a pena assistir.

*PROZAC é um medicamento antidepressivo da classe dos inibidores seletivos da recaptação da serotonina. Suas principais indicações são para uso em depressão moderada a grave, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno alimentar , transtorno do pânico e de ansiedade. É utilizado na forma de cloridrato de fluoxetina, como cápsulas ou em solução oral.

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.