Ele não é só “O cara que pintou Monalisa”

Eis mais um repost de meu blog antigo, porém, todavia, entretanto atualizado. Com F5 em dia resolvi repostar esse texto que escrevi falando de um artista e cientista incrível, que ainda hoje é incompreendido. Leonardo Da Vinci foi um vanguardista e eu resolvi falar um pouquinho dele. Não, não fiz um copy paste do wikipédia e nem pretendo fazer deste post um conteúdo vasto para pesquisas. Apenas fui curioso para pesquisar algumas coisas sobre Da Vinci, o fiz, postei e agora quero repostar, pois grandes nomes são sempre atuais.

Repost:

Você sabe quem foi Leonardo da Vinci? “O cara que pintou Monalisa” provavelmente foi sua resposta. Vou tentar não me prender muito a sua obra mais famosa nesse momento, até porque se tem muito conhecimento a respeito dela. Vou dinamizar um pouco e tentar passar um pouco do que eu pesquisei para esta postagem, pois não sou Wikipédia e nem vou contar a história dele.

Começaremos pelo básico:

Este é um PROVÁVEL auto retrato de Leonardo que nasceu em 15 de abril de 1452.  Sua infância se passou mais em esfera rural, o que já explica seu amor pela natureza e pelo animais, e o que nos explica, também, o fato de ter sido vegetariano. Pouco se sabe da vida íntima de Leonardo porque artista é diferente de celebridade e ele parecia ser discreto. Ele é apontado como uma das figuras mais importantes do Renascimento Cultural. Pra quem não se liga em história da arte, foi um período onde houve a valorização da cultura greco-romana. “Para os artistas da época renascentista, os gregos e romanos possuíam uma visão completa e humana da natureza, ao contrário dos homens medievais”.

A história e as contribuições de Leonardo para arte são imensas. Então vou postar aqui algumas obras que talvez vocês não conhecessem até esse exato segundo.

Essa pintura foi encomendada por monges de São Donato Scopeto em Florença.
Essa obra foi tirada de um dos diários de Leonardo da Vinci, é o estudo de um cavalo.

Falando em estudo, os principais trabalhos científicos dele são homem vitruviano, anatomia do tronco, estudo de pé e perna, anatomia do olho, estudo da gravidez, estudos de embriões. Sua obra científica é meio oculta e marcada por rascunhos e diversas codificações, mas se destacou como pintor, atuou como engenheiro e escultor.

Descobri que ele é considerado o pai do sfumato. O que é sfumato pessoal? Não sabia, mas pesquisei e agora sei que é uma técnica artística usada para gerar gradientes perfeitos na criação de luz e sombra de um desenho ou de uma pintura. Inclusive, acho eu que, “Monalisa” é nessa técnica aí.

Como todo mundo que faz sucesso é acusado, aqui no planeta terra e por gente que não tem uma louça pra lavar, de ser Illuminati, com Leonardo não é diferente.

Se chamar os autores do vídeo pra lavar uma pilha de roupa não fica ninguém, mas passa o dia procurando illuminatisse pra fazer vídeo no youtube.

Enfim, tem um conteúdo denso sobre ele na web, vale muito a pena você pesquisar por pesquisar. É importante conhecermos algumas coisas fora da pressão escolar e universitária.

  Para encerrar vou colocar aqui o vídeo da música “Monalisa” de Jorge Vercilo, minha gente:

Brincadeira. Não ousaria tanto.


Fontes:
http://www.infoescola.com/biografias/leonardo-da-vinci/
http://www.suapesquisa.com/leonardo/
http://www.suapesquisa.com/renascimento/
http://www.brasilcultura.com.br/artes-plasticas/tecnicas-de-pintura-sfumato/

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Um comentário em “Ele não é só “O cara que pintou Monalisa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.