Cheia de expectativas não correspondidas, Scream Queens veio pra mostrar que já precisa ir embora

Com uma proposta trash, Scream Queens surgiu como uma promessa de nova opção de entretenimento. Porém, o conjunto e o direcionamento que o enredo tomou é tão ruim que nos leva a crer que a atração não devia ter saído do piloto, se resumindo a uma decepção.

A nova série de Ryan Murphy tinha tudo pra gerar buzz e ganhar uma segunda temporada. Com um elenco bom e popular, personagens que pareciam interessantes, uma trama de suspense que prometeu, comicamente, beber da fonte de filmes de terror trashes de alguns anos atrás e um pré público forte na internet, Scream Queens já era uma das estreias mais esperadas de 2015, mas tudo desandou. Emma Roberts está 10 vezes acima do tom de uma garota afetada (chega a irritar ao invés de ser engraçado), Lea Michele tá sendo forçada a forçar uma barra com uma personagem que a cada episódio tem uma personalidade distinta, Nick Jonas está exatamente como um ator de Malhação em início de carreira e a personagem de Ariana Grande disse “Im Chanel #2” e morreu na estreia (com promessas de volta). Somando tudo isso a um roteiro fraco e que menospreza a inteligência do telespectador, a série é como uma grande festa que não tem música e os convidados voltaram cedo para casa. Pro azar de Ryan, os convidados que voltaram para casa são telespectadores que a cada capítulo da série somem como seus personagens.

Não posso dizer que odiei tudo, não é o caso, e no meio de tantos elementos ruins em uma série, posso afirmar que Niecy Nash salva a versão teen do “Pânico”, apesar de alguns exageros que poderiam ser evitados. Ok Ryan querer fazer graça com gênero serial killer e criar personagens tontos, mas subestimar o telespectador e fazê-lo de bobo é outra coisa. Por exemplo, quem assiste Scream Queens tem que aceitar que uma vítima de homicídio seja depositada em um gavetão sem antes sofrer uma autopsia? Ou que personagens ressuscitem por segundos para tweetar algo? Creio que a resposta é ‘sim’ já que o mesmo telespectador tem que aceitar ver Jamie Lee Curtis interpretar a personagem mais forçada e sem graça de todos os tempos.

Enfim, o cenário da série é um caos e a audiência reagiu. Com uma regressão considerável de público a cada episódio, Scream Queens já está começando a ser convidada a se retirar da grade da FOX.

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.