Iranianos indicados ao Oscar não vão poder comparecer à cerimônia devido a decreto de Trump

O mandato de Donald Trump nem começou direito e já vem afetando negativamente as artes. O cineasta iraniano Asghar Farhadi, que inclusive já ganhou um Oscar em 2012, não poderá comparecer a cerimônia no qual está indicado na categoria Melhor Filme Estrangeiro por “O Apartamento”. Um decreto aprovado pelo atual presidente dos EUA proíbe por 90 dias a entrada no país de pessoas provenientes de países de maioria muçulmana  (Irã, Líbia, Sudão, Somália, Síria, Iraque, e Iêmen). Para justificar a medida bizarra, Trump afirmou que o decreto serve para que “terroristas islâmicos radicais” não entrem no país. Confira o trailer do filme que foi indicado ao prêmio:

Taraneh Alidoosti, atriz protagonista da trama, se pronunciou sobre o decreto e afirmou que mesmo que a medida tivesse abertura para eventos culturais ela não iria por protesto a atitude racista de Trump:

“Trump banir visto dos iranianos é racista. Independente dessa regra valer ou não para eventos culturais, eu não iria à cerimônia do Oscar 2017 em protesto”

Em comunicado a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas expressou desaprovação ao decreto de Trump e demonstrou preocupação com a situação.

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *