Aquecimento Super Bowl | Confira shows que fizeram história em um dos maiores eventos do mundo

Dia 5 de fevereiro mais um halftime do Super Bowl vem para marcar a música. Considerado um dos maiores eventos americanos televisionado, a atração reúne média de 100 milhões de telespectadores somente nos Estados Unidos. Esse ano que será responsável pelo show é ninguém mais, ninguém menos que Lady Gaga. Com toda a mídia em cima da cantora, as expectativas são de uma apresentação icônica.

Para entrarmos no clima dos grandiosos shows de intervalo do Super Bowl, separei uma seleção de apresentações pop que fizeram história, e já que estou falando de fazer história, podemos começar com rei Michael Jackson que em 1993 redefiniu o conceito de ‘popstar’ para milhões de telespectadores.

 

Em 1996 foi a vez de Diana Ross comandar o halftime e em seu setlist tiveram grandes hinos como Stop In The Name Of LoveI Will Survive, que foi a música de encerramento onde Diana saiu de helicóptero do estádio.

 

Em 2004 a performance de Janet Jackson e Justin Timberlake atraiu uma polêmica absurda, pois um pequeno acidente no segundo final da performance deixou Jackson com um seio exposto. A atração teve que lidar com a ira de machistas e conservadores.

 

Em 2011 a onda futurística do Black Eyed Peas invadiu o evento e teve até participação de Slash e Usher.

 

No ano seguinte a rainha Madonna chegou em seu trono e colocou tomo mundo pra dançar. Na apresentação uma polêmica surgiu, M.I.A que subiu ao palco para um feat com a rainha mostrou o dedo do meio e causou mais um ‘auê’ para conservadores.

 

No ano seguinte Beyoncé marcou o evento com uma performance toda empoderada e com um revival poderoso das Destiny’s Child.

 

2014 foi ano do Bruno Mars quebrar tudo com Red Hot Chilli Peppers em um show lendário (e particularmente um dos meus preferidos).

 

Katy Perry trouxe Lenny Kravitz, Missy Elliott e um tubarões meme para o palco do Super Bowl e pegou para si o recorde de maior audiência do evento. Tudo isso em 2015.

 

Para encerrar nosso aquecimento, tivemos Bruno Mars e Beyoncé de volta ao halftime em 2016, mas com Coldplay. Sente o poder!

Domingo Lady Gaga entra com tudo pra história do Super Bowl.

 

 

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.