Disney e Youtube cancelam contratos com Youtuber mais bem pago do mundo após piadas antissemitas

O Youtuber mais bem pago do mundo acabou de perder um contrato com a Disney por acusações de antissemitismo em vídeos que continham referências nazistas e discriminatórias a judeus. O canal do cara possui mais 53 milhões de inscritos e seu vídeo mais popular, o ‘A Funny Montage’, conta com mais de 76 milhões de visualizações.

 

Felix Kjellberg, de 27 anos, conhecido mundialmente por PewDiePie está passando por complicações e polêmicas. O Youtuber foi acusado de discriminar judeus em seus vídeos e o efeito negativo disso veio perda de um contrato com a Disney e com YouTube Red (versão paga no site de vídeos) que cancelou a próxima temporada da série “Scare PewDiePie”. Segundo a BBC ele era, desde 2012, um dos contratados da Maker Studios, empresa comprada pela Disney em 2014, e tinha liberdade editorial para criar seu próprio conteúdo.

Um dos vídeos que receberam a acusação mostra rapazes indianos contratados pelo Youtuber segurando placas com a frase “Morte a todos os judeus” enquanto ele mostra reação de espanto. Já em outro vídeo o Wall Street Journal afirmou que ele brinca com símbolos nazistas e faz breve saudação de Hitler. Em outro, um cara vestido de Jesus diz que “Hitler não havia feito nada de errado”. Claro que os vídeos foram apagados e o Youtuber diz reconhecer que os vídeos foram ofensivos, mas disse que não teve intenção de gerar ódio.

 

Print de vídeo polêmico do Youtuber Felix (Imagem: Reprodução)

 

Ano passado, PewDiePie teria faturado cerca de US$ 14,5 milhões (R$ 47 milhões) com aparições públicas, patrocínios, e anúncios veiculados no YouTube.

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.