Crítica | “Logan” é um ótimo final para um excelente personagem

O ‘Sério, Nauan?’ foi convidado pelo Centerplex para uma cabine exclusiva à imprensa para assistir em primeira mão o filme “Logan”, claro, nós aceitamos o convite e já precisamos falar sobre ele aqui. De ante mão posso dizer que o último filme de Jackman como Wolverine (como ele anunciou que seria) é o que o ator precisava para fechar esse ciclo com chave de ouro.

Enredo

O filme se passa no futuro, mais precisamente em 2029, e mostra Logan (Hugh Jackman) bem mais velho e vivendo uma vida simples e regada a álcool, trabalhando como chofer de limusine e cuidando do Professor Xavier (Patrick Stewart), agora um senhor de 90 anos que não consegue controlar direito seus poderes. O professor vive com Caliban (Stephen Merchant) que é uma espécie de farejador de mutantes e o ajuda nos momentos de dificuldade. No decorrer do filme, Logan é procurado por Gabriela (Elizabeth Rodriguez), uma enfermeira que diz ter ouvido falar de um homem mais velho parecido com Wolverine e vai atrás dele para pedir ajuda e proteção para uma menina, Laura (Dafne Keen). Laura é uma mutante criada em laboratório, que tem as algumas características bem parecidas com Wolverine. Daí em diante é uma corrida contra o tempo  para salvar a garotinha de um mercenário chamado Donald Pierce (Boyd Holbrook).

Imagem: Reprodução

 

Wolverine x Logan

Logan é o filme onde você conhece muito mais do homem por trás do herói. Na minha opinião, ele vem pra desmistificar a imagem que muitas vezes nós criamos da invencibilidade dos heróis. Mostra que eles também sangram (como sangram) e envelhecem, como qualquer outra pessoa. É o filme onde você vê começo, meio e fim bem definidos e sai da sala de cinema com aquele sentimento de história contada. Sabe aquela sensação de que faltou alguma coisa? Não tive. E ao mesmo tempo que tem um fim BEM definido. E aquela coisa, se quiserem escrever mais, tem material e claro, os fãs não vão reclamar.

Leia também: Hugh Jackman encontra dublador brasileiro de Wolverine e fica de joelhos para ele

Destaque de elenco preciso dar para a intérprete de Laura. A atriz consegue cativar o telespectador logo nas primeiras cenas e segue a trajetória encantando por mostrar o oposto do que se espera de uma criança. Vale a pena ir ao Centerplex vê-la. Sério, vale muito a pena!

 

O que esperar do filme…

Muitos fãs dizem que o Wolverine dos filmes não faz jus ao das HQ’s pela falta de violência e sangue. Pois bem, se é sangue que vocês querem, vão encontrar nesse filme. No mais, Logan é um longa metragem que não decepciona, tem bons momentos e não dá espaço para você piscarem meio a tantas cenas importantes e ágeis. Certamente posso dizer que o trabalho do diretor James Mangold é muito bom!

 

Nota 4,5: Excelente

 

Logan estreia dia 2 de março nos cinemas.

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.