Carta aberta a Ellen Cardoso | Sem julgamentos, mas com alertas!

Ellen,

o Brasil realmente ficou triste com que aconteceu com você e o cantor Naldo Benny. Vários portais, revistas, emissoras, redes sociais e outros veículos ecoaram o fato fazendo com que a agressão que você sofreu de seu esposo tomasse grande repercussão, mas espero que entenda que esse não é o problema, o problema foi a agressão ter acontecido. Você e nenhuma mulher merecem ser vítima de agressão nenhuma, seja ela física ou psicológica. Infelizmente milhares de mulheres passam pelo que você passou e as vezes as histórias são ainda piores e trazem tragédias consigo. Essa é uma triste realidade do país, mas claro que ninguém quer te jogar esse peso além do que você já está vivendo, mas é preciso que você considere algumas coisas. Sei que cada pessoa tem suas histórias, vivências e escolhas, você, em suas redes sociais deixou nas entrelinhas o perdão ao cantor, que é pai de sua filha e como você disse “um homem cheio de amor desesperado para reparar seus erros”. Mas nessa mesma publicação existem diversos pontos de reflexão. Você pediu que não te julgassem, ou julgassem seu perdão, e não é esse o intuito, mas é necessário que você compreenda que o que aconteceu traz pontos de alerta. Não é para te julgar que estou escrevendo isso, mas para alertar a você e a quem mais ler que existem fatores a serem conversados sobre o que houve. Não para te magoar, mas como vivemos em um país que tem tantos casos como esse, vale refletir muito tudo isso, porque seu caso tem uma notoriedade, mas nem todos tem. Não fique triste pela fama, vi que algumas pessoas lamentaram o fato de tudo ter caído na mídia. Saiba que é bom que saibam o que houve, que você agiu certo em denunciar, e que você não tem que sentir nenhuma culpa nem vergonha do que houve, quem fez algo foi o Naldo. Dito isso queria muito te dizer algumas palavras e mostrar outras suas.

Você escreveu:

“Nosso relacionamento sempre foi cheio de muito amor,mais com muitos altos e baixos por causa de crises ciúme,eu fiz tudo que podia para mudar isso…abri não dá minha vida profissional,dos meus amigos,dos meus sonhos e de tudo que pudesse causar qualquer tipo de atrito,mais ainda assim,mesmo se esforçando muito havia momentos que o descontrole era maior que ele.”

 

Ellen, é preciso que todas as pessoas, independente de gênero, saibam que amar não é se privar de ter sonhos, amigos e vida profissional. Não é justo que ciúmes do parceiro façam com que vocês abdiquem de tudo que sonharam, não é correto. Todos temos que ser livres para vivermos felizes com nossos sonhos e quando achamos alguém, sonhamos juntos e não apagamos quem somos para evitar atrito. Entendo seu esforço por amor, mas se privar de ter sua vida não deveria ser uma opção, entende? Não sou mulher e nem vivi o que você viveu, mas vi acontecer de perto e queria  que soubesse que se seu esposo, namorado ou marido exige isso (não precisa ser com palavras) é um tipo de agressão, agressão a quem você é, ao seu futuro, a sua personalidade. Esse tipo de sintoma numa relação não é legal, e infelizmente em vários casos resulta em agressão. Você é uma mulher linda, que tem a possibilidade de um futuro incrível, que surgiu na mídia com um trabalho seu e que pode sonhar, lutar pelos seus sonhos, ter seus amigos e isso não quer dizer que você não o ama, isso significa que você se ama.

Outra frase que você disse:

Embora eu tenha evitado ler comentários vi alguns que me ofendiam por não ter apagado as fotos das redes sócias,outros me julgando caso eu o aceitasse ele de volta. Sabe por que eu não apago as fotos? Por que elas retratam momentos felizes e cheios de amor,doque adianta apagar as fotos dos bons momentos se todo o resto esta tatuado no coração.

 

Realmente é muito difícil você ter que ler as pessoas te ofendendo. Como disse, você não tem culpa de nada. Porém, entenda que muitas mulheres que já passaram por isso querem lhe abrir os olhos, escute-as, muito mais do que a mim. Pessoas que viram isso acontecer com seus pais quando eram crianças e outras que conhecem pessoas que passam pelo que você passou querem te alertar, querem ver você bem. Às vezes elas podem não saber dosar as palavras (e ainda existem os haters desocupados), mas boa parte das pessoas quer teu bem. Sei que o teu coração é de uma pessoa que ama, dá pra ver isso em cada linha que você escreveu, mas você pode ler um pouco aqueles que estão preocupados com você, não são curiosos e enxeridos, são pessoas que querem ver teu sorriso. O ditado “briga de marido e mulher ninguém mete a colher” está errado, as pessoas vêem essas tragédias acontecendo todo dia e querem falar, ajudar e podem. Como seu caso é público deve ser até difícil administrar tantas opiniões e desejos de força, mas é um privilégio, um lado bom da fama porque as vezes uma mulher que sofre agressão não recebe apoio algum. Se você vai perdoar o Naldo, não requer julgamentos da sua atitude, mas requer um alerta de que o amor próprio é importante e que as mulheres devem sempre lembrar disso. Pessoas vão te alertar e não é uma forma de te colocar na parede, é para que todos saibam que agredir é errado. Ninguém merece ser maltratada, mesmo que entre os bons momentos.

Ainda em seu desabafo:

Eu poderia estar em programas de televisão me lamentando e fazendo a coitadinha. Mais eu escolhi me calar,escolhi ter meu momento de paz,de reflexão e de cura! Momento esse que não está em vc é nem em ninguém,está entre eu e Deus e todas as minhas crenças,tudo aquilo que acredito e que sempre justificou minhas decisões.

 

Ellen, você pediu para não te julgarem, então não é legal você falar nas entrelinhas das mulheres que vão a TV denunciar. Para você ter noção existem diversos artigos enumerando porque as mulheres não denunciam seus parceiros e isso é um grande problema atual. Nossa sociedade é sim machista e muitas mulheres tem medo de falar sobre o acontecido, então não é bacana dizer que ir a TV a faria de “coitadinha”, isso não existe e quando uma mulher denuncia, fala publicamente, encoraja outras a falarem. Entende? O fato de você ter ido denunciar a agressão foi ótimo, primeiro porque é crime o que ele fez e segundo que por você ser uma celebridade, pois mostra as outras mulheres que te seguem e admiram que a denuncia deve ser feita.

O sucesso o dinheiro,o poder os traumas,fazem coisas que vcs nem imaginam,eles adoecem a alma,eles transformam pessoas,eles tiram vidas!

 

Sobre esse trecho da declaração é necessário que todos saibam que não há justificativa para que o Naldo fez. NÃO HÁ. E isso acontece com muitas outras mulheres que não são famosas e acabam buscando outra justificativa para o que acontece. Não tem nada que justifique agressão, nada. Está errado agredir e não há debate sobre sucesso, fama, ciúmes e qualquer outro motivo que mude isso.

Respeitem o nosso momento está sendo muito difícil para todos nós,não julguem sem nos conhecer,por trás de tudo isso existem pessoas igual a você,uma família que sofre,uma filha que chama pelo pai,cheia de saudade…um homem cheio de amor desesperado para reparar seus erros e uma mulher com o coração muito ferido,mais que precisa ser forte pra recomeçar.

Ellen, entendo que sua filha esteja sem entender o que houve, não consigo nem imaginar sua dor em vê-la dessa forma, mas saiba que ela só será feliz se você também for. Lembre-se disso sempre. Como já dito, não há o que julgar no seu perdão, mas como você é figura pública é preciso alertas a todas as mulheres que sofrem o que você sofreu, que denunciar é preciso, que mulher não nasceu para se anular para parceiro, que nada justifica agressão e que infelizmente há inúmeros casos de maridos que voltam agredir a esposa depois de uma reconciliação. Não digo que é seu caso, e do fundo do meu coração espero que não seja, pois você merece sua felicidade e seus sonhos alcançados como também já disse, mas é preciso falar sobre, alertar.
Te desejo tudo de melhor, desejo à sua filha tudo de mais incrível e nesse caso desejo que o Naldo pague o que ele fez, pois não foi certo.

 

 

 

Share This:

Nauan Sousa

Jornalista, social media e fã de cultura pop. Não gosto de determinar, prefiro analisar. Gosto de palavras, séries, doce e cerveja. Provavelmente você não irá com minha cara logo de cara, mas se você me der 3 minutos e 10 segundos posso te convencer que o 'Sério, Nauan?' vale sua visualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.